AMAMENTAÇÃO

O que é amamentação?

                    A amamentação, ou aleitamento, é o período de tempo durante o qual o recém-nascido se alimenta total ou parcialmente do leite materno. Em geral, a criança o suga diretamente do seio materno, mas em condições especiais ela pode recebê-lo de uma mamadeira, um copinho ou de uma colher. O leite materno deve ser o único alimento do bebê nos seis primeiros meses de vida e ser complementado com outros alimentos daí em diante, até os dois anos de idade. O pediatra deve orientar a mulher sobre quando e o que deve associar ao leite materno após esta fase.


Amamentação ou aleitamento materno: o que é? Por que amamentar? Quais os benefícios? Quais os cuidados necessários a uma boa amamentação? Como fazer o desmame? 


Por que amamentar?

                    A amamentação deve começar já dentro da primeira hora após o nascimento. A Organização Mundial da Saúde aconselha que as mulheres amamentem seus filhos exclusivamente com leite materno em seus seis primeiros meses de vida. Por quê? Porque o leite materno é o alimento mais perfeito para as necessidades nutricionais do bebê, além de conter uma série de defesas orgânicas que o bebê só adquirirá depois do contato com os estímulos agressores, inclusive com certos elementos patogênicos (que geram doenças). O leite materno contémanticorpos contra as infecções mais comuns e diminui, assim, o risco de doenças e mortes infantis. Inicialmente, os bebês não possuem essas defesas e precisam recebê-las da mãe, através do leite. O colostro, primeira secreção láctea produzida pela mãe, já transfere anticorpos para o sistema imunitário do recém-nascido e assim o protege de muitas doenças. Nenhuma fórmula alimentar artificial se mostra igual ou superior ao leite materno, tanto nutricionalmente como em relação à prevenção de doenças. No entanto, há algumas situações em que a criança tem de ser alimentada artificialmente: a mãe tem algum impedimento para amamentar, a criança tem necessidades nutricionais especiais ou é adotada, etc. Mesmo assim é importante que a mãe assuma uma posição face a face com a criança e a olhe nos olhos, mantendo-a próxima de si de forma a fazê-la sentir-se segura. Com relação à alimentação artificial devem ser observados cuidados como usar sempre água potável para lavar os utensílios usados, ferver as vasilhas, descartar todo o leite que não seja usado, dar o leite à temperatura ambiente ou ligeiramente aquecido, evitar a entrada de ar na boca durante a mamada, colocar o bebê para "arrotar" quando terminar de mamar.


Quais são os outros benefícios da amamentação?

                    A amamentação estreita os laços emocionais entre mãe e filho. Por isso, ao alimentar a mulher deve estar tranquila, relaxada e sem pressa. Alguns bebês mamam mais rapidamente, enquanto outros são mais demorados e intercalam algumas sucções com intervalos de sono. A mãe deve respeitar esses ritmos. As crianças alimentadas com o leite materno se desenvolvem melhor que as outras e adoecem e morrem em menor número. Além disso, há evidências que sugerem que adultos que foram amamentados quando crianças têm menor propensão à obesidade e ao diabetes mellitusAmamentar também traz benefícios para a mulher. A amamentação favorece a involução do útero, agiliza o retorno ao peso anterior à gravidez, previne sangramentos pós-parto, câncer de mama e de ovário, além de aumentar a produção de endorfinas pelo cérebro, substâncias que produzem relaxamento e bem-estar. As mães que amamentam têm também menores índices de depressão pós-parto e de doenças cardíacas.


Quais são os cuidados que deve ter a mulher que amamenta?

  • A mulher que amamenta deve certificar-se de estar em boas condições de saúde, porque muitas doenças são transmitidas pelo leite materno.
  • Deve tomar bastante líquido (3 a 4 litros por dia) e não usar medicações sem orientação médica porque algumas delas são eliminadas pelo leite materno e podem prejudicar o bebê.
  • Não fumar, tomar bebida alcoólica ou usar drogas.
  • Com relação aos horários, é preferível que sejam geridos pela fome que o bebê manifesta, a chamada livre demanda. Esses horários se modificam com a idade do bebê e geralmente são maiores à noite que durante o dia.
  • Ao amamentar, a mulher deve estar confortavelmente assentada, colocar o bebê junto ao seu corpo, tóraxtórax, ajustar a boca do bebê à sua mama de jeito a não entrar ar, manter seu olhar em direção aosolhos do bebê e respeitar o ritmo dele.

E como fazer o desmame?

                    Quando desmamar o bebê? Algumas mães escolhem, elas mesmas, o momento para parar e outras deixam que ele demonstre seu desinteresse pelos seios. Essa última atitude parece mais natural e é mais fácil de manejar. A mãe deve procurar observar os sinais emitidos pelo seu filho de que está pronto para isso. Se ele não mostrarsinais de que chegou a hora de parar de mamar, o desmame enfrentará resistências. O importante é que o desmame não seja o fim da intimidade que se estabeleceu entre ambos. Os especialistas aconselham a não interromper abruptamente a amamentação. Algumas providências podem ajudar nisso: só ponha o bebê para mamar se ele demonstrar interesse. Não faca isso rotineiramente; se ele deixar rapidamente o peito, não insista para ele voltar a pegá-lo; pule ou adie uma mamada e veja o que acontece; ofereça o leite em um copinho ou na mamadeira.




Fonte: <http://www.abc.med.br/p/saude-da-mulher/561947/amamentacao-ou-aleitamento-materno-o-que-e-por-que-amamentar-quais-os-beneficios-quais-os-cuidados-necessarios-a-uma-boa-amamentacao-como-fazer-o-desmame.htm>