ESPORTE E RECREAÇÃO

          Lesões são sempre possíveis durante uma atividade física. As lesões no esporte podem ocorrer como resultado de quedas, batidas, boladas, torções, etc. As crianças são mais suscetíveis a esse tipo de lesões do que os adultos, pois:

 

• Ainda estão em fase de crescimento, desenvolvendo a habilidade motora;

 

• Não reconhecem nem podem prever os riscos dos esportes e das atividades recreativas;

 

• Possuem menos coordenação motora e reações de defesa mais lentas do que os adultos.

 

Como prevenir acidentes com crianças na prática do esporte


          Felizmente, “machucar-se" não precisa fazer parte do jogo. Equipamentos de proteção, segurança nos lugares da prática de esportes e regras voltadas para a prevenção de acidentes são elementos importantes para reduzir a frequencia e a seriedade das lesões.

 

Antes do jogo:


• Cheque os níveis de dificuldade de cada esporte para ver se eles são compatíveis com a idade e o tamanho da criança. Por exemplo: uma bicicleta de adulto não serve para uma criança;

 

• Garanta que a criança, ao andar de bicicleta, patins ou skate, irá utilizar roupas adequadas e proteção apropriada, como capacete, joelheiras e cotoveleiras. Garanta também que a prática dessas atividades ocorrerá em locais próprios e seguros;

 

• Antes de começar qualquer esporte, as crianças devem passar por um exame médico completo;

 

• É importante que a criança alongue a musculatura antes da prática de esportes;

 

• Verifique se a pessoa que treina a criança está capacitada a prestar um serviço de primeiros socorros em caso de acidentes.

 

Durante o jogo:


• Tenha certeza de que a criança será supervisionada por um adulto enquanto joga;

 

• A desidratação é sempre preocupante. Garanta que a criança está ingerindo bastante líquido antes, durante e depois da prática esportiva. Conheça os sintomas da desidratação: falta de sede, fraqueza, dores de cabeça, coloração escura da urina ou uma diminuição de peso;

 

• As crianças devem ter um tempo adequado de intervalo entre as atividades e não devem continuar a jogar se estiverem machucadas;

 

• Os pais, responsáveis e treinadores devem ser modelos para as crianças na prática de esportes seguros, pois são os exemplos mais importantes de como respeitar regras;

 

• Deixe com o treinador da criança, informações úteis em caso de emergência: telefone para contato, endereço e qualquer informação médica que possa ser fundamental no trato com a criança.

Fonte: www.criancasegura.org.br